transtorno bipolar

Mitos e verdades sobre o transtorno bipolar

O transtorno bipolar é uma psicopatologia caracterizada pelas alterações de humor e por sintomas muito intensos. Geralmente, esse quadro se desenvolve durante o final da adolescência ou no começo da vida adulta.

Em razão da falta de informação, existem muitos boatos propagados na internet a respeito desse transtorno. Por isso, preparamos este post para esclarecer o que é verdade e o que é mito dentre as afirmações mais divulgadas na rede.

Desmistificando o transtorno bipolar

Conheça algumas afirmações verdadeiras e falsas acerca deste assunto. Acompanhe!

1) Não existe tratamento eficaz para o transtorno afetivo bipolar.

Mito. Existem tratamentos muito eficientes para esses pacientes. Por ser uma patologia relacionada com aspectos biopsicossociais, o tratamento é baseado em psicoterapia e uso de medicamentos para estabilizar o humor, antidepressivos e/ou antipsicóticos.

Ainda, com a psicoterapia, é possível fazer com que o paciente entenda sua condição e também o ajuda a elaborar estratégias eficazes para controlar os sintomas.

2) O transtorno bipolar pode levar ao suicídio ou ao vício em drogas.

Verdade. O paciente bipolar alterna períodos de depressão com períodos de mania, podendo ter picos de alegria e hiperexcitação com momentos de tristeza e pensamentos negativos. Assim, há um grande risco de suicídio e de abuso de álcool e drogas nesses pacientes.

3) Os pacientes bipolares são impulsivos.

Essa é uma afirmação verdadeira e mentirosa ao mesmo tempo. A impulsividade pode ocorrer nas fases de mania, mas não é um comportamento constante. Por isso, o correto é dizer que o paciente bipolar está impulsivo.

Ainda, nas fases de depressão, ele se torna apático, desmotivado e com baixa autoestima, características contrárias de alguém impulsivo. Nos picos de mania, a impulsividade é percebida nos comportamentos violentos, pensamentos de grandiosidade, atitudes arriscadas, excesso de confiança, entre outros.

4) O bipolar é viciado em sexo.

Mito. Da mesma forma que a impulsividade, o desejo constante por relações sexuais é parte dos sintomas que ocorrem nos episódios de mania. Porém, isso não significa que o paciente sempre estará ávido por sexo. Nos períodos de depressão, por exemplo, há uma perda de libido, o que reduz drasticamente o desejo sexual.

5) O transtorno bipolar é apenas uma mudança de humor.

Mito. O diagnóstico de transtorno afetivo bipolar só ocorre quando o paciente já manifestou episódios depressivos maiores, maníacos e hipomaníacos. Além disso, esses sintomas precisam permanecer por várias semanas para que esteja em consonância com o diagnóstico.

Por isso, os paciente bipolares não devem ser vistos como pessoas com humor alterado, mas sim como portadores de um transtorno mental e que precisam de tratamento.

6) Os pacientes bipolares não são imaturos ou emocionalmente dependentes.

Verdade. A bipolaridade é uma condição complexa e difícil de lidar, o que exige muita maturidade, responsabilidade e equilíbrio dos pacientes. Da mesma forma, a dependência emocional não é uma característica deste transtorno.

Na verdade, ser dependente ou patologicamente carente é um comportamento presente em pessoas com o transtorno de personalidade borderline. O transtorno bipolar não provoca dependência emocional.

Após a leitura deste post, você já tem uma dimensão das principais mentiras divulgadas na internet sobre o transtorno bipolar. Então, ao receber esse tipo de informação, não compartilhe e alerte as pessoas sobre a veracidade dos fatos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Porto Alegre!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp