anorexia

Anorexia e Bulimia: quais as diferenças entre os transtornos alimentares?

Muitas pessoas confundem a anorexia e bulimia, isso porque ambas são tratadas como transtornos alimentares. A semelhança, de fato, é a busca incansável pelo padrão de beleza: o magro.

No entanto, cada paciente encontra uma forma para alcançar esse fim. No caso da anorexia, por exemplo, se privam de maneira intencional da comida, até alcançar a meta desejada de peso.

Na bulimia, seguem o sentido inverso: desenvolvem uma verdadeira compulsão alimentar. Em seguida, provocam o vômito ou abusam de laxantes para eliminar o excesso.

O problema é que como há a visão do corpo é distorcida, decerto, isso leva à desnutrição.

Dito isso, é essencial reconhecer as nuances de cada quadro. Siga com a leitura e aprenda a diferenciá-las.

Quais são os sinais da bulimia?

Além de alimentar-se de forma desmedida e descontrolada, a pessoa demonstra culpa ao comer. Assim, o bulímico procura se livrar depressa do excedente por meio de exercícios extenuantes.

Na maioria das vezes, após as refeições essas pessoas seguem para o banheiro. Eles também fazem uso frequente de laxantes e diuréticos, sem prescrição médica. Ou ainda:

  • escondem alimentos açucarados ou gordurosos pela casa;
  • estimulam a sudorese – suor excessivo – como mais um recurso para se livrar do excesso de peso;
  • têm manchas no esmalte nos dentes causadas pelo vômito frequente;
  • podem desenvolver gastrites entre outros desvios estomacais.

É evidente que com o tempo esses hábitos são notados. Porém, sempre que isso ocorre há muita vergonha. Podem, inclusive, se afastar de amigos e familiares por não saberem lidar com essa condição exposta.

Quando é anorexia?

Embora tenham apetite, esse grupo disfarça a vontade de comer. Além disso, eles podem desenvolver uma espécie de paranoia nutricional e colecionam dietas restritivas.

Mesmo emagrecendo, se recusam a se alimentar. Outro aspecto ainda mais significativo é a fraqueza e alteração do humor.

Sintomas dos transtornos alimentares no corpo feminino

Como afeta mais mulheres, vale a pena considerar outros sintomas que são apresentados no corpo feminino. Tais como:

  • amenorreia (interrupção da menstruação);
  • queda de cabelos;
  • perda da libido;
  • pressão baixa;
  • hipotermia;
  • lanugem (formação de pelos finos e aveludados em áreas isoladas do corpo);
  • descontrole hormonal.

Anorexia e Bulimia juntas

Há a possibilidade, também, de um quadro evoluir para outro. O que, aliás, é bem natural.

Mesmo porque em ambos casos há o distúrbio da imagem corporal. Isto é, visão falha do próprio peso ou aparência. Ainda mais quando há negação consistente.

Diagnóstico dos transtornos alimentares

Geralmente, os pacientes não se dão conta de que enfrentam problemas. Por isso, é essencial uma rede de apoio já que são eles que vão reconhecer os sintomas.

Além de convencer a pessoa a seguir com a ajuda profissional é essencial incentivá-los na reeducação alimentar.

Necessidade de internação

Sabe-se que anorexia em estágio avançado têm consequências sérias para o paciente. Tanto que a pessoa pode ficar tão abatida e sem forças que mal consegue caminhar.

Nesse caso nem adianta forçar o alimento, pois, o próprio corpo reage com repulsa. Se reconhecer alguém assim leve ao hospital mais próximo.

A internação pode ser decisiva para a reversão da inanição. Ainda mais se for preciso nutrição por meio de sonda.

Tratamento para os transtornos alimentares

Além do auxílio nutricional e endócrino, é recomendável a terapia.

É possível também que seja preciso intervenção psiquiátrica. Nesse caso, o médico indica remédios para ajudar na reversão do peso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Porto Alegre!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp